A Beleza do Real

A Beleza do Real ou Olhando as Rosas como de fato elas são. por Lucas Rodrigues Vaidosa a graciosa se encontram as rosas Exalam perfume, odor sublime e simples A cor púrpura, ora intensa, ora suave, nos evoca a contemplação ação instantânea e sem pensamento   No toque à rosa, jaz o encantamento no primeiro … Mais A Beleza do Real

Mariposas

Olá caros leitores, faz tanto tempo que não escrevo. Peço sinceras desculpas. A vida está realmente muito corrida, preocupações, insônias, baixas depressivas, abuso de remédios, de cigarro, de cafés fortes e grande stress pelos estudos da prova teórica do mestrado próximo estão de fato, me debilitando. O mundo acadêmico não é nada fácil, estou muito … Mais Mariposas

Gerda Wegener – Vida e Obra: Análises

[Artigo produzido na disciplina: Tradição e Ruptura – A História da Arte nos séculos XIX e XX na Universidade Federal de São João del-Rei] por Lucas Rodrigues GERDA WEGENER (1886-1940) Vida e Obra – Análises [Fig. 1] G. WEGENER. Retrato de Ellen Von Kohl. [Fig. 2] G. WEGENER. Portrait of friend of Lili Elbe. [Fig. … Mais Gerda Wegener – Vida e Obra: Análises

TOULOUSE-LAUTREC EM VERMELHO NO MASP: Impressões de uma mostra

  Disponível em: www.masp.art.br/ A exposição “Toulouse-Lautrec em Vermelho” no MASP ocorre do dia 30 de Junho até o dia 01 de Outubro deste ano. por Lucas Rodrigues Após um longo iato sem escrever aqui – por conta do conturbado semestre recheado de provas e trabalhos – enfim, estou de férias! Na oportunidade, retornei para São … Mais TOULOUSE-LAUTREC EM VERMELHO NO MASP: Impressões de uma mostra

CRÔNICA: Devaneios de um andar sem rumo

Bukowski, considero-o um cara safado, sacana, machista, perturbado, muito sexualizado e um tanto ingênuo. Mas eu gosto dele. Sua crueza e sua verdade escancarada e jogadas aos sete ventos me inspira a ser eu mesmo. É com o seu fatalismo derrotado e sinceramente cruel que inicio essa crônica. Paciência meus caros, leitura é um exercício … Mais CRÔNICA: Devaneios de um andar sem rumo

“O Outono da Idade Média”: Uma apologia ao medievo tardio nos paradigmas da beleza.

“Quando o mundo era cinco séculos mais jovem, tudo o que acontecia na vida era dotado de contornos bem mais nítidos que os de hoje.” (HUIZINGA, 2013, p. 11) – Quando uma obra lhe permite mergulhar no limiar entre o compreender e o sentir, ultrapassando o limite claro entre o academicismo histórico e a empatia … Mais “O Outono da Idade Média”: Uma apologia ao medievo tardio nos paradigmas da beleza.

A arte de Gerda Wegener – A mulher que deu o sopro de vida à “garota dinamarquesa”

A ressurreição de Einar e Gerda Wegener se dá, principalmente, pelo sucesso e amplitude do filme “A garota dinamarquesa”. por Lucas Rodrigues. Parece-nos sempre um ciclo vicioso e já peculiar do universo artístico a queda ou ascensão de certos personagens da História da Arte. Alguns pintores, por exemplo, nem mesmo são citados dentro dos grandes … Mais A arte de Gerda Wegener – A mulher que deu o sopro de vida à “garota dinamarquesa”